• Português
  • English

Igreja das Almas

Fachada Principal

 

 

A Igreja de S. Salvador das Almas foi a primeira igreja matriz de Viana do Castelo. Era, à altura, uma pequena ermida (isolada) de estilo românico com um alpendre de resguardo junto ao rio Lima, sendo o seu adro o primeiro cemitério de Viana do Castelo. O título de matriz foi perdido em 1483, altura em que foi construída a actual Sé Catedral, mas manteve-se no seu adro o cemitério até 1840, data em que foi construído o Cemitério Municipal.

No entanto, a igreja caiu em ruínas entre 1702 e 1719, tendo sido reconstruída e acrescentada para poente. Um perfil arquitectónico que se mantém até hoje. Entretanto, foi perdendo as suas vedações, pináculos e lajes das sepulturas, tendo sido alvo da primeira intervenção arqueológica em 1953.

Em 2008, foram levadas a cabo escavações arqueológicas no interior da igreja que permitiram novas descobertas e que possibilitam concluir que a igreja é ainda mais antiga, recuando ao século IX. Face às descobertas, a Câmara Municipal e a Paróquia decidiram musealizar o espaço de culto, que foi também alvo de reabilitação, efectuando o mesmo procedimento com o seu adro, onde a Autarquia colocou um Marco dos 750 anos de história de Viana, lema da cidade do século XXI.

 

 

PortuguêsEnglish